DICAS: Como manter o controle financeiro com filhos?

  • por

Manter as contas em dia com os filhos pode parecer uma tarefa impossível, mas algumas dicas simples podem te ajudar!

Quando os filhos chegam, as contas costumam dar uma apertada. São muitos gastos novos, alguns inesperados que podem desestabilizar sua vida financeira. Por isso, nós da wiipo e da Ali Crédito vamos te ajudar a ter mais controle das finanças, sem prejudicar você ou os pequenos!

O primeiro passo é entender o que é necessidade e o que não é. Quando temos filhos, acabamos nos empolgando nas compras, querendo dar sempre o melhor e mais do que tivemos na nossa própria infância. No entanto, isso pode prejudicar o orçamento e causar estresse, além de impactos em longo prazo – o que acaba sendo pior para você e seus filhos.

Defina limites de gastos

Aqui entra o planejamento financeiro. Um dos principais pontos é estabelecer limites de gastos. Defina quanto você pode gastar comendo fora, com brinquedos, com roupas e outros itens. Os pequenos gastos acabam sendo mais perigosos que os grandes, porque o valor baixo sugere menor impacto nas contas e não é bem assim.

É mais fácil começar mexendo nesses gastos menores do que pelos gastos maiores, como escola e atividades extras. No entanto, se as contas estiverem muito apertadas, considere repensar esses gastos também.

Mude seu jeito de fazer compras

Como os pequenos estão sempre crescendo, as compras são inevitáveis. Sempre é preciso comprar roupas, sapatos, brinquedos, remédios, fraldas… nada dura muito tempo, principalmente na primeira infância. Sabendo disso, o melhor caminho é mudar a forma com que fazemos compras.

Produtos usados:

Existem diversos grupos no Facebook de venda de peças usadas, por exemplo. Algumas das peças vendidas nunca foram utilizadas ou estão em excelente estado. Os preços são mais baixos que nas lojas e você ainda pode ajudar outra família. Claro, você também pode vender, por lá também, as roupas e brinquedos que não utiliza mais e ter uma renda extra!

Dica: se você quer ter certeza sobre o bom estado das peças antes da compra, é só pedir um vídeo dos itens. Nele, você consegue ver mais detalhes e não tem truques de filtros ou jogo de luz.

Compre em grandes quantidades e com desconto:

Um ótimo truque é comprar alguns itens essenciais em grandes quantidades, principalmente quando entram em promoção. Algumas lojas oferecem descontos se você comprar em grandes quantidades. Aqui, vale a pena até comprar em conjunto com outras mães e dividir o valor, caso você não precise dessa quantidade de itens.

Também existem aplicativos especializados em comparar preços e que te alertam quando algum produto entra em promoção. Utilizar esses recursos pode gerar uma economia muito maior do que você imagina.

Não compre no impulso:

Compras planejadas e com pesquisas de preço vão sair mais em conta. Além disso, muitas vezes, acabamos comprando itens que não serão usados. Isso acontece principalmente quando as compras são relacionadas a bebês e crianças pequenas. Pesquise e veja a opinião de outras mães antes de adquirir um produto.

No Youtube, você encontra diversos vídeos sobre produtos de maternidade, com mães contando suas experiências. Você também pode usar os grupos de mães no Facebook, para conversar e trocar experiências sobre produtos e marcas!

Não use dinheiro como troca por afeto

Trabalho, escola, responsabilidades da casa… Alguns pais e mães acabam ficando horas longe de seus filhos por conta das obrigações do dia a dia. Muitos acabam usando presentes como forma de compensar os filhos por essa ausência.

Essa atitude é ruim, principalmente, para a saúde afetiva da sua família. É mais difícil, mas melhor para todos os envolvidos, se você reorganizar sua agenda e separar uma ou mais horas para se dedicar exclusivamente ao seu filho: uma hora de interação real, sem celulares ou distrações. Isso significará mais para ele, e para você, do que qualquer presente caro que você compre.

Converse com seus filhos sobre dinheiro

Educação financeira começa em casa! Você pode introduzir a questão do dinheiro para o seu filho desde pequeno, tomando sempre cuidado com a forma de falar. O foco não é fazer seu filho ter medo do dinheiro ou querer o dinheiro. O foco é ensinar os pequenos que o dinheiro existe, faz parte da dinâmica da casa e não deve ser gasto sem planejamento.

Isso só pode ser feito por meio de conversas sinceras. Você também pode usar jogos e atividades para ilustrar situações comuns do dia a dia que envolvam dinheiro, para explicar alguns pontos.

Na adolescência, você pode começar a incluir seus filhos na organização do planejamento familiar e nas decisões que envolvam dinheiro. Isso deixará a situação financeira da família mais clara para os jovens e eles podem se sentir parte das decisões: serão ouvidos e se sentirão importantes. Ou seja, é uma situação que favorece não só a educação financeira, como também fortalece os laços familiares!

Esperamos que goste do artigo e que ajude você e sua família!

Conteúdo produzido por Ali Crédito

Conteúdo produzido por Ali Crédito