08 dicas para economizar durante as viagens de férias

  • por

O verão chegou e com ele, as almejadas férias. Porém, passar alguns dias longe de casa pode ser uma programação cara. Afinal, você gastará com transporte, alimentação, hospedagem e passeios. A situação fica ainda pior para aqueles que não possuem o hábito de realizar um planejamento financeiro.

Infelizmente, em razão da pandemia da Covid-19, as recomendações são para que fiquemos em casa e deixemos para viajar em outro momento. Então, que tal aproveitar esse tempo para organizar-se com calma e aprender a economizar nas viagens?

Para ajudá-lo, temos algumas sugestões de como poupar dinheiro durante esse período longe de casa. Confira!

01. Planeje com antecedência

Como de costume, o planejamento será seu grande aliado no momento de economizar. Diversos serviços ligados às viagens costumam oferecer preços mais atrativos para aqueles que optam por comprá-los com antecedência. Portanto, procure por passagens aéreas, hospedagem e bilhetes de passeios, meses antes de viajar.

Além de possibilitar que você encontre serviços mais em conta, organizar a viagem com antecedência é a garantia de finanças saudáveis. Afinal, você terá incluído essa despesa no seu planejamento financeiro, certo?

Uma das principais dicas para economizar é trocar os pontos do seu cartão de crédito por passagens áreas ou serviços de hospedagem. Clique aqui e saiba como utilizá-los.

02. Pesquise sobre o destino

Durante o planejamento, reserve um tempo para pesquisar sobre o destino. Assim, você conseguirá otimizar seu tempo e dinheiro durante a viagem.

Existem diversos sites que disponibilizam informações sobre os gastos de determinado local, como o preço médio de hospedagem, transporte, comida e passeios. Ademais, existem muitos perfis nas redes sociais com dicas de restaurantes, hotéis e atrações imperdíveis. Com certeza, alguns deles se encaixam em seu orçamento.

Falando em atrações, existem inúmeras possibilidades gratuitas de lazer ou com valores mais baixos, como parques, shows ao ar livre, trilhas, cachoeiras e alguns museus.

03. Viaje durante a baixa temporada

Devido à alta demanda, os meses de dezembro, janeiro e fevereiro costumam apresentar preços mais elevados. Portanto, procure viajar em meses como setembro, outubro ou novembro.

Sabemos que nem sempre é possível tirar férias no período ideal. No entanto, se você planejar a viagem com antecedência, as chances de conseguir negociar uma data específica são maiores.

Fugir da alta temporada será benéfico tanto para o seu bolso quanto para o passeio. Isso porque os lugares normalmente estão vazios, o que permite que você tire fotos mais bonitas e olhe tudo com calma.

04. Experimente hospedagens alternativas

A hospedagem costuma ser um dos itens mais caros da viagem. Porém, existem diferentes alternativas para substituir os tradicionais hotéis e economizar dinheiro.

Uma das opções mais conhecidas são os hostels. Normalmente, a diária é bem mais barata, variando de acordo com a acomodação. É possível alugar quartos individuais ou compartilhados. Além de poupar, você terá a chance de conhecer novas pessoas, fazer amizades e viver uma experiência cultural incomparável.

Caso tenha como objetivo viajar com a família ou amigos, uma outra alternativa é o Airbnb. Esse serviço é mundialmente conhecido e consiste em alugar uma casa ou apartamento por um determinado período. Geralmente, são mais caros do que o hostel, contudo você terá mais privacidade.

Se você não abre mão do conforto de um hotel, nossa dica é optar por hospedagens mais afastadas da região turística. Entretanto, não se esqueça de contabilizar os gastos com transporte que serão necessários para a locomoção até os pontos turísticos.

05. Utilize o transporte público

Como falamos de locomoção, nossa próxima dica é o uso do transporte público. Eles são mais baratos que os táxis e carros de aplicativo. Caso esteja indo para uma cidade grande, melhor ainda. Normalmente, elas possuem sistemas de transporte públicos estruturados, como ônibus, bondes e metrôs.

Outra alternativa é o aluguel de bicicleta. Atualmente, muitas cidades oferecem esse serviço, tanto para turistas quanto para moradores locais. Ao utilizá-las, você consegue praticar exercício físico e conhecer locais que não conheceria se estivesse dentro de um carro.

06. Alimentação

Por mais que você se planeje, é difícil ter certeza de quanto deverá desembolsar com alimentação, uma vez que os valores não estão pré-definidos como nas passagens aéreas e hospedagem.

No entanto, a gastronomia é um dos principais itens culturais. Por isso, não devemos deixá-la de lado. Caso você esteja em um hostel com cozinha compartilhada ou apartamento/casa alugados, é possível preparar as próprias refeições.

Porém, se deseja ficar longe da cozinha por um tempo, nossa dica é procurar por restaurantes que não estejam localizados em áreas turísticas e super movimentadas. Devido à localização, os pratos costumam ser mais caros e – nem sempre – preço é sinônimo de qualidade.

Nossa sugestão é conversar com as pessoas que conhecem o local e pedir recomendações. Além disso, também vale a pena experimentar as comidas dos foodtrucks. Acredite, você pode descobrir sabores incríveis.

07. Estabelecer um limite

Estipular um limite diário é uma excelente forma de manter a sua organização financeira e manter as finanças saudáveis, mesmo após a viagem. Analise quais as suas prioridades e quanto está disposto a gastar.

O lado bom é que você tem total liberdade para equilibrar esse valor ao longo do dia. Suponhamos que o valor estipulado seja de R$200 por dia. Você pode tomar um café da manhã e almoço simples e reservar o restante da quantia para um jantar mais elaborado.

08. Permita-se

Não é todo dia que viajamos. Normalmente, esperamos por esse momento há meses. Então, se você seguiu todas as dicas anteriores, não tem problema nenhum em escolher um dia específico para realizar um passeio mais caro ou comer em um restaurante requintado.

Com essas dicas, esperamos que você tenha aprendido a economizar durante sua viagem. Mas lembre-se: não é necessário utilizar todas as dicas. Escolha aquelas que fazem sentido para você!